sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Postado por umalguém às 20:36:00
Reações: 
2 comentários
as últimas noite têm sido completamente vazias sem nada; sem o brilho do luar sem o encanto dos teus olhos, e isso dói, muito. me tirasse as forças ... ou quem as tirou fui eu mesma? no dia do tchau, te deixei e fiquei me decompondo a sós sentindo o triste gosto amargo de ter tido que escolher ter tido a responsabilidade de decidi sobre qual caminho seguir ... admito que hoje, me vejo tonta zonza, perdida louca por ti, mas com uma escolha feita, escolha essa que machuca, mas faz com que nos imponhamos perante nossos fiéis desejos. Não pense que não te desejo ainda, porque desejo ou que não penso, não sinto falta, saudade das risadas, as palhaçadas, porque sinto. E muita. Mas enfim, a tua escolha não foi eu, assim como a minha foi, então, nada me basta, se não te deixar. A vida segue a cada dia, a dor se apaga a cada segundo.
 

rubber soul Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos