terça-feira, 27 de setembro de 2011

Postado por umalguém às 21:02:00
Reações: 
2 comentários


ta ligado, quando te dizem que se sente as tais borboletinhas no estômago ..
confesso nunca dar bola e nem acreditar ..
mas ai, acontece que elas surgem !
sim, as borboletinhas, no meio de algo incrível, com alguém incrível
tu acabas sentindo algo no estômago .. algo voando ..
não, não são vermes
são as tais borboletinhas .. que veem do nada e trazem consigo uma certa
mágica, digamos ..
conseguem perfeitamente te por um sorriso no rosto e te deixar completamente boba haha
é meu amigo, essas borboletinhas são uma equipe cheias de aliados ..
te gente que diz que o próximo passo delas e fazer teu coração acelerar e teu pensamente se fixar em alguém .. é , my friend como dizem, pode ser que você esteje se tornando apaixonado [aaaaaaaaaaa]
sobre esse tópico, de se apaixonar não tenho o que dizer ainda, mas quem sabe eu volte e conte o que foi aprontado por essas borboletinhas hihihi *0*


terça-feira, 20 de setembro de 2011

Postado por umalguém às 18:36:00
Reações: 
0 comentários
Postado por umalguém às 18:23:00
Reações: 
1 comentários
[...] Quando à noite eu fico só
Que saudade de você
Me leva pelas tuas mãos
Falta um tempo ainda eu sei
São ruas que eu caminhei
Sombras que eu deixei pra trás
E vale a imaginação
Será justo meu final?
Quando a noite vira sol
A saudade de você
Se perde pelas minhas mãos
Falta tanto tempo
Tempo tanto tempo ainda [...]



pública - cartas de guerra


domingo, 11 de setembro de 2011

coisas que as pessoas (meus amigos pelo menos) deveriam saber sobre mim;

Postado por umalguém às 20:48:00
Reações: 
0 comentários
- não acredito em religiões;

- sou alergica e nao gosto de gatos;

- não gosto quando bebem no mesmo copo que eu;

- sou alergica a clorofina;

- gosto de olhar pro teto de madrugada;

- tive um amor que durou 6 longuissimos anos e foi a primeira vista sendo que nunca deu em nada;

- não gosto de abobora;

- gosto de tirar sangue;

- sou viciada em chocolate batom;

- nunca tive nenhum namorado e não me arrependo;

- rock alternativo e indie são meus estilos preferidos;

- já tive um plano de fugir de casa;

- já tomei remédio escondido;

- já detestei a vida

- já amei a vida;

- não sei ser carinhosa;

- um sorriso e um olhar me atraem mais que pensamentos e feições;

- acredito no amor;

- na dor;

- acredito na vida ...


C O N T I N U A
Q U E M
S A B E
H O H O

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Postado por umalguém às 18:50:00
Reações: 
0 comentários
uma certa tranquilidade e uma leve estranheza no meu peito ..
jamais imaginaria o quanto seria calmo e ao mesmo tempo confuso estar sem nada no peito,
me sinto ao mesmo tempo vulnerável e ao mesmo tempo perdida, sem ter no que pensar, como agir e quem idealizar, sem que o coração dispare ao ver alguém, sem borboletinhas voando em volta do meu estômago sem aquela espera pelo amor correspondido .. no momento atual que eu to, só espero de mim mesma .. pode parecer egoismo, mas ta na minha hora de viver pra mim e não sofrer por pessoas que não merecem (digo isso literalmente).

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Postado por umalguém às 21:34:00
Reações: 
0 comentários
e lá vai ela, andando dentre as curvas da imensidão, sorrindo pra lua, dançando com as estrelas vivendo da bondade dos céus. são tantas as coincidências e tantas as confusões, tantas madrugadas e caminhos perdidos que ela sabia que não teria volta e mesmo que tivesse, que graça teria voltar a mesmice da vida cotidiana ..
um sorriso bobo ela apresenta pra quem ressurgi e uma pequena lágrima corre pra aquele que se vai e pro que fica .. ah, pra quem fica é uma junção de lágrimas e sorrisos, tudo misturado.
a beleza de quem via parecia ser fria, pele clara, olhos claros porém um olhar marcante , um sorriso um tanto cativante porém que escondia muitas tristezas já vividas, vivenciadas e principalmente esquecidas, mas não apagadas. Nem a brisa leve do outono, nem o vento frio do inverno e muito menos a maravilha do verão, faziam que ela esquecesse o que tinha sido vivido, esperava pelas flores, pelos dias calorosos e as noites frias da primavera, para que então pudesse finalmente estabilizar suas dores, suas feridas. Andava por lugares diversos buscando então respostas e perguntas, pedia que o tempo lhe fosse escudeiro, que o destino lhe fosse surpreso e que tais coisas boas começassem a lhe surgir e que sua vida descolasse para cima das nuvens e que se mantivessem junto as mais divinas profundezas dos céus .
tinha absoluta certeza que não seria fácil encarar coisas novas, as surpresas
mas trazia consigo garra, coragem e vontade de viver e vencer os mais dificieis dos obstáculos.
Sabia que conseguiria conquistar tudo que queria, não sabia como e muito menos quando ..
mas sabia que sua hora iria chegar, nem que o tempo regredisse e os pêndulos parassem
ela iria chegar, ah iria [ .. ]



Postado por umalguém às 20:04:00
Reações: 
0 comentários


“Destruindo as grades que lhe prendem,
Voando para longe,
Sendo feliz,
independente do que passou
Você perceberá que o que realmente importa
e vale a pena é o que vivemos hoje,
Agora!


Postado por umalguém às 19:55:00
Reações: 
0 comentários

Não perderias este amigo jamais,fique sabendo, independente do que acontecer serei sempre este rapaz que vive a correr junto a ti, nunca te obrigaria a ficar comigo e não peço nada em troca dessas palavras que lhe disse, apenas que um dia, quem sabe no meio de uma frase ou de um papo furado, tu olhe nos meus olhos e possas ver que sempre serei teu e quando quiser um colo, um passeio de mãos dadas, um elogio verdadeiro, eu sempre estarei ali para fazer e quanto a me machucar, não se preocupe por você, qualquer dor vale a pena.
Nesse momento, ela senta-se na cama, limpando as lágrimas e rindo chama Artur, que já ia se afastando.
- Se eu te der uma chance, conseguiria me prometer uma coisa, apenas?
Ele rapidamente olha e sorrindo, lhe diz
- Prometeria qualquer coisa ..
Ela então, segurando sua mão, lhe diz ao pé do ouvido
- Tira aquela bandeira do grêmio da sala, por favor .
Ele rindo, apenas lhe diz
- Já vi que vamos ter muito que conversa quando sairmos daqui né
Ela então, puxa-o e beija ele.


THE END !

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

continuando ..

Postado por umalguém às 19:39:00
Reações: 
0 comentários

[...] Ficava com medo de nunca poder dizer-lhe isso. A tarde vinha vindo e trazendo a chuva consigo, ele estava parado e a única imagem que vinha a sua mente era o sorriso dela e o único barulho que ouvia era o que ela fazia, quando sorria, em meio a uma boba lembrança que estava tentando, a doutora o interrompe para lhe dizer o que havia com Lucy.
- Pelo que pudemos ver, ela tentou suicídio. Tomou um coquetel de calmantes, fizemos uma lavagem estomacal e creio que ficará tudo bem.
Suicídio? Disse Artur, num tom assustado.
Ela não tentaria cometer um crime desses contra a própria vida.
- Ela teve alguma desilusão, perda no momento? Perguntou a Doutora
- Sim, ela perdeu os pais num acidente não faz nem três meses ainda e ontem rompeu com o noivo. Respondeu Artur, tomado pelo nervosismo.
- Bem, ai está talvez o motivo. Sugiro que a leva num psicólogo para que converse com ela, para que isso não venha a se repetir. Disse a medica já se despedindo de Artur.
- Sim, farei o possível e o impossível, para vê-la bem, doutora, Respondeu-lhe.
Logo que ela saiu, ele foi diretamente ao quarto ao Lucy estava ela parecia estar acordada, logo Artur foi entrando, ela olhou para ele, como se estivesse com vergonha do que tinha feito, e pediu-lhe desculpas.
Artur, desculpe ser esse fardo na sua vida, sempre dando-lhe trabalho, eu sei que sou ..
Antes que pudesse continuar, ele a interrompe
- Lucy, eu realmente não a vejo como um fardo para mim, pelo contrario, o maior prazer da minha vida é viver ao teu lado,
Te segurando em cada queda, rindo do teu sorriso. Por mais que eu saiba que não seje o momento, eu quase te perdi e não disse o que tanto tenho pra te dizer, somos amigos há tanto tempo e desde um tempo que a minha amizade foi mudando, se transformando e hoje eu posso te dizer que eu te amo e que estou disposto a esperar o tempo que for por ti e que estarei disposto também a te ajudar nesse fase que estais passando, e .. Lucy o interrompe e apenas lhe diz:
- Não continuei, apenas peço isso!
Não imaginas o quanto seria dolorido te desapontar, não iria suportar o fato de perder o grande amigo que sempre foste para mim [..]
 

rubber soul Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos