terça-feira, 6 de setembro de 2011

Postado por umalguém às 19:55:00
Reações: 

Não perderias este amigo jamais,fique sabendo, independente do que acontecer serei sempre este rapaz que vive a correr junto a ti, nunca te obrigaria a ficar comigo e não peço nada em troca dessas palavras que lhe disse, apenas que um dia, quem sabe no meio de uma frase ou de um papo furado, tu olhe nos meus olhos e possas ver que sempre serei teu e quando quiser um colo, um passeio de mãos dadas, um elogio verdadeiro, eu sempre estarei ali para fazer e quanto a me machucar, não se preocupe por você, qualquer dor vale a pena.
Nesse momento, ela senta-se na cama, limpando as lágrimas e rindo chama Artur, que já ia se afastando.
- Se eu te der uma chance, conseguiria me prometer uma coisa, apenas?
Ele rapidamente olha e sorrindo, lhe diz
- Prometeria qualquer coisa ..
Ela então, segurando sua mão, lhe diz ao pé do ouvido
- Tira aquela bandeira do grêmio da sala, por favor .
Ele rindo, apenas lhe diz
- Já vi que vamos ter muito que conversa quando sairmos daqui né
Ela então, puxa-o e beija ele.


THE END !

0 comentários:

Postar um comentário

 

rubber soul Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos