sábado, 12 de novembro de 2011

Postado por umalguém às 20:22:00
Reações: 
Odeio o modo como fala comigo
E como corta o cabelo
Odeio como dirige o meu carro
E odeio o seu desleixo
Odeio suas enormes botas de combate
E como consegue ler minha mente
Eu odeio tanto isso em você
Que até me sinto doente
Odeio como está sempre certo
E odeio quando você mente
Odeio quando me faz rir muito
Ainda mais quando me faz chorar...
Odeio quando não está por perto
E o fato de não me ligar
Mas eu odeio principalmente
Não conseguir te odiar
Nem um pouco
Nem mesmo por um segundo
Nem mesmo só por te odiar [..]

é bem por essas ..
surgi um ódio, vontade de excluir da minha vida
e uma vontade maior ainda de te ter do meu lado ..
junto comigo, seguindo teus passos .. 
meu coração é bem vagabundo mesmo --'
acha que pode se entregando a qualquer idiota de promessas baratas
e de sorrisos encantadores
que nos usam,
enganam, iludem .. mas que mesmo assim
só de imaginar viver sem, um nó na garganta e um aperto no peito tomam conta de mim ..


0 comentários:

Postar um comentário

 

rubber soul Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos