quarta-feira, 31 de outubro de 2012

palavras embaralhadas sobre um sentimento vago

Postado por umalguém às 20:57:00
Reações: 
basta você sorrir pra mim que me enlouqueço toda não importa o que foi feito a mim, nesses momentos o egoísmo some! O orgulho morre. Me sinto tomada por fragilidade e vulnerabilidade ... deixasse-me sem ter porque e eu fiquei aqui só, sem querer. Impossível é entender a situação, grandes e deliciosos momentos de grandiosas e belas alegrias compartilhadas e hoje nem me olhas mais .. teu rosto foge do meu olhar, que busca encontrar uma resposta um caminho uma solução que acabe com a minha solidão, de vez. se gostar tanto de alguém tornou-se algum crime e não me foi avisado não pretendo pagar por isso, falasse-me antes, oras. Não gosto do que sinto. Odeio o que sinto, na verdade. Preferia mil facas ferindo-me, do que continuar a sentir o profundo o vazio que habita meu peito, saiba que lhe quero bem .. mas bem longe de mim! Trouxe-me a melancolia agonia de viver só, a espera de resposta que jamais chegarão, e ainda assim gosto de ti, mesmo que em vão ..

0 comentários:

Postar um comentário

 

rubber soul Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos